Voluntariado

Qualquer pessoa que tenha muitas ganas de ajudar em suas férias ou pausa anual, e com um mínimo de condições físicas pode ser voluntário para a conservação das tartarugas marinhas. Para ser voluntário não é imprescindível um título ou habilidade especializada. Mas, sim é imprescindível ajustas as expetativas às realidades, especialmente as condições de estadia e trabalho. Por isso, antes da estadia se realizará uma entrevistas em direto ou via skipe entre o voluntário e os responsáveis de BIOS.CV posteriormente se manterá uma comunicação fluída, e se dará material de formação online, também de a formação sobre o terreno. O voluntário é uma peça fundamental em este e outros projetos pela sua aportação física/intelectual, que permite avançar ao projeto tanto em tarefas de campo como de educação ambiental. Além das ganas de ajudar, é essencial que os voluntários tenham muitas vontades em aprender, para converter esta experiência em uma das melhores da sua vida, ver realizado seu sonho, ou quem sabe se mudar a sua vida…